Tumbas egípcias de crianças e adultos são descobertas no delta do Nilo

Tumbas descobertas no Egito

Arqueólogos desenterraram 110 tumbas com restos mortais de adultos e crianças, que datam de três períodos de ocupação do Delta do Rio Nilo, no sítio Koum el-Khulgan, na província de Dakahlia, no Egito.

Primeiro, foram localizadas 68 tumbas em formato oval, pertencentes ao período pré-dinástico (6 mil a 3150 a.C), que antecedeu a monarquia faraônica egípcia.

Segundo Ayman Ashmawy, Chefe do Setor de Antiguidades Egípcias, dentro das tumbas estavam indivíduos mortos em posição agachada. Também foi encontrado no local o corpo de um bebê em um vaso de cerâmica.

Outras tumbas retangulares do Segundo Período Intermediário (1782 a 1570 a.C), durante o qual o povo semita Hicsos governou o Antigo Egito, tinham profundidades que variavam entre 20 a 85 centímetros. Os arqueólogos encontraram, ainda, um caixão de barro em um túmulo de uma criança e dois compartimentos funerários infantis feitos de tijolos.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança