Turistas podem ser presos por tentar levar areia de praia da Sardenha

Casal queria transportar 40 quilos de areia de uma praia do sul da Sardenha para a França; pena pode chegar a seis anos

Praia da Sardenha: turistas querem levar "lembranças" de sua estada na ilha. Foto: Max Pixel

Um casal de turistas franceses corre o risco de pegar até seis anos de prisão depois de supostamente retirar 40 kg de areia de uma das paradisíacas praias da ilha da Sardenha, na Itália. O caso foi abordado na edição desta segunda-feira do jornal “The Guardian”.

Extraída da praia de Chia, no sul da Sardenha, a areia branca estava armazenada em 14 grandes garrafas de plástico no porta-malas do carro do casal. Os dois estavam prestes a embarcar em uma balsa para Toulon (França), a partir de Porto Torres, quando foram flagrados pela polícia de fronteira.

Os franceses disseram aos policiais que pegaram a areia como uma “lembrança” e não perceberam que haviam cometido uma transgressão.

LEIA TAMBÉM: Turismo insustentável

A transgressão rende uma pena que varia de um ano a seis anos. As autoridades sardas têm demonstrado rigor com o problema, que aflige a ilha há anos e prejudica o meio ambiente local.

Segundo a polícia local, neste verão cresceu muito a quantidade de areia, conchas e outros itens típicos de praias encontrada nas bagagens de viajantes nos aeroportos da ilha. Nas últimas semanas, 10 toneladas foram apreendidas em Olbia, perto da Costa Smeralda.

Apenas pedras

Neste fim de semana, quatro moradores de Roma que tentavam fugir da praia de Cala Mariolu (no leste da Sardenha) com um saco de pedras brancas, ficaram indignados com a pronta ação de guias ambientais locais, segundo o jornal italiano “La Stampa”. “Elas são apenas pedras, não um pedaço do Coliseu”, alegaram.

Também nestes dias, noticiou o “La Stampa”, um casal tentou sair de Bosa, na costa oeste da ilha, levando exemplares dos raros moluscos Pinna nobilis com o objetivo de vendê-los pela internet.

Quem é flagrado transportando esse tipo de material corre o risco não só de ficar preso, mas também de pagar multas de até € 3.000. No entanto, a polícia tem dificuldade para aplicá-las, porque muitos desses turistas não são italianos. “Quando os responsáveis ​​por esses episódios são estrangeiros, é difícil cobrar as multas”, disse Antonio Casula, chefe dos guardas-florestais da Sardenha, ao “La Stampa”.

Vigilantes patrulham as praias e placas nesses locais indicam claramente que é proibido levar areia. Mas muitos turistas alegam não ter visto tais avisos. Quem leva areia geralmente a põe em garrafas plásticas ou sacos, identificados com o nome da praia de onde ela foi extraída.