Urso “gênio da fuga” é caçado no norte da Itália

O M49 perambula no Monte Marzola: fuga não explicada. Foto: Rai

Guardas-florestais estão autorizados a atirar para matar o urso; ministro do Meio Ambiente opõe-se à execução

 

Um urso-pardo-europeu de 3,5 anos e cerca de 140 quilos de peso está sendo chamado de “gênio da fuga” na província de Trentino-Alto Ádige (norte da Itália), segundo a rede noticiosa Rai e o jornal “The Guardian”. Ele escalou três cercas elétricas e uma barreira de quase quatro metros de altura que cercam o centro de recuperação de fauna de Casteller e desapareceu no bosque adjacente.

O animal, que recebeu o codinome M49, fora levado para Casteller depois de ser capturado na noite de domingo em Val Rendena. O presidente (governador) da província, Maurizio Fugatti, havia emitido há mais de um mês uma ordem para sua captura, por considerá-lo um risco para os humanos depois de ter sido visto perto de áreas habitadas.

Com a fuga, na segunda-feira, Fugatti autorizou os guardas-florestais a atirar para matar o urso. “Se o M49 se aproximar de áreas habitadas, os guardas florestais têm permissão para derrubá-lo”, disse o presidente. “O fato de que o urso conseguiu escalar uma cerca elétrica com sete fios a 7 mil volts demonstra que esse espécime é perigoso e um problema de segurança pública.”

A decisão causou repulsa não apenas entre organizações de defesa dos direitos dos animais, mas também do Ministério do Meio Ambiente da Itália. O ocupante da pasta, Sergio Costa, condenou as “ineficiências” e a “falta de profissionalismo” na captura e classificou a ordem para matar o animal como “absurda”. Ele mandou uma equipe do Instituto Italiano de Proteção e Pesquisa Ambiental a Trentino para investigar como o urso escapou e “intervir com cautela (…) sem prejudicar a vida do animal”.

 

LEIA TAMBÉM: No reino dos pandas-gigantes

 

A ONG WWF Itália foi impiedosa com os responsáveis por cuidar do urso no centro: “Uma cerca eletrificada sólida com energia adequada é uma barreira intransponível, mesmo para os ursos mais astutos. (…) Obviamente, a estrutura não estava funcionando corretamente, já que os ursos não voam.”

A unidade de Trentino Alto Adige da Liga Anticaça da Itália (LAC) também não poupou ironia em relação ao caso: “Evidentemente, M49 é um gênio da fuga (…) dotado de superpoderes semelhantes aos de um herói da Marvel Comics”.

No início da tarde de terça-feira, o urso foi visto e fotografado em um bosque no Monte Marzola, ao sul de Trento, segundo Fugatti.

A população de ursos-pardos alpinos em Trentino era de apenas quatro exemplares quando o animal foi reintroduzido na província em 2000, época em que, com financiamento da União Europeia, preparou-se o parque natural Adamello Brenta para a criação do projeto Life Ursus. Essa ação permitiu o transporte de 10 ursos da Eslovênia para a província italiana. Hoje, a população de ursos-pardos em Trentino ronda 50 exemplares.