Urso raro é flagrado em zona desmilitarizada entre as Coreias

Um exemplar da espécie classificada como vulnerável pela Lista Vermelha da UICN foi flagrado por uma armadilha fotográfica

Urso-negro-asiático jovem circula em zona desmilitarizada que divide as Coreias do Norte e do Sul

Um urso-negro-asiático, espécie classificada como vulnerável pela Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), foi flagrado por uma armadilha fotográfica na zona desmilitarizada (DMZ) que divide a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, segundo o Ministério do Meio Ambiente da Coreia do Sul divulgou ontem. O mesmo ministério considera o animal em extinção desde 1998 e vem fazendo esforços para aumentar sua população.

O urso da foto tem entre oito e nove meses e pesa entre 25 e 35 quilos. Por ser um jovem, as autoridades deduzem que é provável que pelo menos haja três ursos na área, incluindo seus pais. De acordo com o comunicado de imprensa, soldados da DMZ já alegavam ter visto o urso no passado, mas esta foi a primeira vez que uma imagem clara do indivíduo foi capturada na área.

Desde 2014, estão instaladas na área 92 câmeras que tiram fotos quando detectam movimento de um animal de sangue quente. A DMZ se tornou um refúgio involuntário para espécies ameaçadas devido às restrições de entrada de humanos por cerca de 60 anos na área de 257 km, estabelecida no Acordo de Armistício Coreano de 1953. O Instituto Nacional de Ecologia da Coreia do Sul calcula que cerca de 6.000 espécies diferentes de flora e fauna vivem dentro da DMZ.