Ver o próprio rosto, mesmo inconscientemente, é recompensador

Ver o próprio rosto ativa a via de recompensa da dopamina inclusive nos casos em que a informação é subliminar

Ver o próprio rosto é recompensador mesmo quando a informação é passada de forma subliminar. Crédito: Piqsels

Como humanos, cada um de nós tem uma capacidade poderosa de reconhecer facilmente nosso próprio rosto. Pesquisadores japoneses descobriram recentemente novas informações sobre como nossos sistemas cognitivos nos permitem distinguir nossa própria face das de outras pessoas, mesmo quando as informações são apresentadas de forma subliminar.

Em um estudo publicado este mês na revista “Cerebral Cortex”, cientistas da Universidade de Osaka revelaram que um elemento central da via de recompensa da dopamina no cérebro foi ativado quando os participantes viram imagens de seus rostos subliminarmente. Isso fornece novas pistas sobre os processos subjacentes do cérebro envolvidos no reconhecimento facial próprio.

Quando somos expostos a uma imagem subliminar de nosso rosto – o que significa que não estamos totalmente cientes disso –, muitas regiões do cérebro são ativadas, além daquelas que processam informações faciais. Além disso, nosso cérebro responde de maneira diferente a imagens supraliminais (conscientes) e subliminares (subconscientes) de nosso rosto em comparação com os rostos de outras pessoas. No entanto, não foi estabelecido se usamos as mesmas redes neurais, ou redes diferentes, para processar faces subliminares versus supraliminais, algo que os pesquisadores da Universidade de Osaka pretendiam abordar com essa pesquisa.

Apresentação subliminar da face (alto) e regiões do cérebro mostrando ativação relacionada à própria face (baixo). Crédito: Universidade de Osaka
Atividade verificada

“Somos melhores em reconhecer nosso próprio rosto em comparação com os rostos de outras pessoas, mesmo quando a informação é entregue de forma subliminar”, diz a autora principal do estudo, Chisa Ota. “No entanto, pouco se sabe sobre se essa vantagem envolve a mesma parte do cérebro ou diferentes áreas que são ativadas pela apresentação supraliminar de nosso rosto.”

Para resolverem isso, os pesquisadores usaram imagens de ressonância magnética funcional (fMRI) a fim de examinar as diferenças entre a atividade cerebral provocada por imagens apresentadas subliminarmente dos rostos dos participantes e dos rostos de outras pessoas. Eles também examinaram a ativação cerebral produzida por imagens apresentadas subliminarmente de rostos com características modificadas.

“Os resultados nos forneceram novos conhecimentos sobre os mecanismos neurais da vantagem da própria face”, explica Tamami Nakano, autor sênior. “Descobrimos que a ativação na área tegmental ventral, que é um componente central da via de recompensa da dopamina, foi mais forte para apresentações subliminares do rosto do participante em comparação com os rostos de outros.”

Ativação da amígdala

Em vez disso, a apresentação subliminar dos rostos de outras pessoas induziu a ativação na amígdala do cérebro. Essa área é conhecida por responder a informações desconhecidas. A diferença nas respostas cerebrais ao rosto do participante ou de outras pessoas era consistente mesmo quando os rostos eram modificados, desde que as formas das características faciais fossem mantidas.

“Nossas descobertas indicam que a via de recompensa da dopamina está envolvida no processamento aprimorado do próprio rosto, mesmo quando a informação é subliminar”, diz Tamami Nakano. “Além disso, a discriminação do próprio rosto em relação ao rosto de outras pessoas parece depender da informação das partes faciais.”

Esses achados avançam na compreensão dos mecanismos neurais do processamento autofacial subliminar. Dado que a via de recompensa da dopamina está automaticamente envolvida no processamento autofacial inconsciente, essa pesquisa pode ter aplicações em esforços para manipular inconscientemente a motivação.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago