A Vida (feia) das profundezas

O exemplar da foto acima é um peixe-bolha (Psychrolutes marcidus) encontrado a 2.500 metros de profundidade, uma espécie rara de peixe

Peixe-bolha capturado na costa da Austrália: feiura exemplar (Foto: Divulgação)

Durante uma viagem da Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Commonwealth (CSIRO, na sigla em inglês) realizada no início do ano no litoral da Nova Gales do Sul (Austrália), foram coletadas em um abismo profundo e frio mais de 100 espécies de peixes raramente vistas. O exemplar da foto acima, batida por Asher Flatt no Marine National Facility em Hobart (Tasmânia), é um peixe-bolha (Psychrolutes marcidus) encontrado a 2.500 metros de profundidade, cujas feições não ficam muito longe de um parente que se tornou emblema da feiura, Mr. Blobby (Psychrolutes microporos), achado no litoral da Nova Zelândia em 2015.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança