• IstoÉ
  • IstoÉ Dinheiro
  • Dinheiro Rural
  • Menu
  • Motorshow
  • Planeta
  • Select
  • Gente
  • GoOutside
  • Hardcore
Anuncie
Assine
Revista Planeta
MenuMenu
FECHAR
  • Home
  • Astronomia
  • Arqueologia
  • Ciência
  • Viagem
  • Espiritualidade
  • Siga-nos:Facebook
Featured25/05/2022

Vídeo: confira o momento em que pantera mãe encontra filhote perdido

Pantera fêmea e filhote na Flórida: o par separado foi reunido novamente em função da insistência dos conservacionistas. Crédito: David Shindle for the Conservancy of Southwest Florida

25/05/22 - 11h41min

Um filhote de pantera de seis meses foi encontrado na Flórida separado da sua mãe, mas um obstinado trabalho de conservacionistas deu à história um final feliz, segundo a Good News Network.

Em março, a Comissão de Vida Selvagem da Flórida (FWC) foi alertada sobre esse filhote encontrado sozinho. O animal, uma fêmea, foi encaminhado ao zoológico de Naples, no sul do estado.

“Inicialmente, não havia sinal de uma pantera fêmea adulta, então os biólogos da FWC e do US Fish and Wildlife Service usaram toalhas com o cheiro do filhote para marcar as trilhas próximas na esperança de atrair a (mãe pantera) para a área a fim de reuni-la com sua cria”, declarou a FWC em uma  postagem no Facebook.

Crédito: FWC

Insistência

Os cientistas puseram o filhote dentro de uma gaiola ao lado de uma câmera de transmissão ao vivo e esperaram a noite toda para ver se a mãe voltava. Como ela não apareceu, eles levaram o animalzinho para o centro de Conservação de White Oak em Yulee, no norte da Flórida, para reabilitação, na esperança de libertá-lo na natureza no futuro.

Enquanto isso, as câmeras registraram uma pantera adulta explorando o local da gaiola. A FWC decidiu então trazer o filhote de volta a Naples e tentar o plano novamente. Mais uma vez a mãe não apareceu. Mas os conservacionistas insistiram na estratégia e na noite seguinte, em 20 de maio, tiveram sucesso: as câmeras gravaram quando a pequena fêmea, miando, foi abordado por uma pantera adulta que imediatamente exibiu instintos maternais, como tentar acariciar a jovem através das barras da gaiola e procurar uma forma de abri-la.

Os biólogos então abriram a porta da gaiola e os dois animais se embrenharam na floresta. Dessa vez, a jovem já portava uma coleira com um rastreador GPS, uma forma de os pesquisadores acompanharem seu alcance e saúde nos dias seguintes. Por enquanto, diz a FWC, mãe e filha estão “vivas e bem”.

Saiba mais

+ CPF do remetente deverá constar nas encomendas enviadas pelos Correios
+ Por que Saturno é tão temido?
+ Astrônomos chegam a consenso sobre a idade do universo
+ Fã ‘faz diagnóstico’ de hérnia em Rafa Kalimann, que confirma
+ Corpo de responsável por câmeras de clube onde petista foi assassinado é encontrado no Paraná
+ Por que Saturno é tão temido?
+ Veja objetos, símbolos e amuletos que atraem riqueza
+ Anitta conta o que a levou a fazer tatuagem no ânus
+ Ancestral humano desconhecido deixou pegadas estranhas na África


Comissão de Vida Selvagem