Visita a dunas de areia geladas de Marte

Padrões poligonais em tons escuros marcam o principal campo de dunas em cratera situada no norte do Planeta Vermelho

Campo de dunas no norte de Marte: variedade de texturas no fundo da cratera. Crédito: Nasa/JPL-Caltech/Universidade do Arizona

Um campo de dunas de areia ocupa a cratera gelada de 5 quilômetros de diâmetro mostrada acima, situada nas altas latitudes das planícies do norte de Marte. Algumas dunas se separaram do campo principal e parecem estar subindo a encosta da cratera ao longo de uma forma semelhante a um barranco.

A superfície do principal campo de dunas é caracterizada por uma série de padrões poligonais em tons escuros. Isso pode ser o resultado de processos de geada sazonal. Várias das encostas de dunas mais íngremes, apontando na direção do vento, apresentam sulcos estreitos que sugerem o início da formação de barrancos.

O fundo da cratera contém uma variedade de texturas, incluindo padrões lobulados e listrados que indicam degelo sazonal causado pela sublimação do gelo. O amplo movimento descendente de materiais nas encostas da cratera oposta ao campo de dunas se assemelha superficialmente a barrancos, exceto que geralmente não são definidos por nichos distintos, cortes por canais ou pequenas barragens de sedimentos. Essas são as marcas registradas de barrancos em outras partes do planeta.

Veja também

+ Invasão de vespas assassinas aumenta tensão com 2020 nos EUA
+ Anticoagulante reduz em 70% infecção de células pelo coronavírus
+ Assintomáticos: 5 dúvidas sobre quem pega o vírus e não tem sintomas
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança