Volta ao mundo

Lago marciano

Região do polo sul de Marte, onde foi encontrado o corpo d’água: possibilidade de vida (Foto: ESA)

Já se sabia que existe água em Marte, mas a descoberta anunciada por astrônomos italianos em julho foi além de tudo que havia sido encontrado antes. A partir de medições de radar feitas pela sonda Mars Express, da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), os cientistas localizaram um lago ou aquífero de mais de 19 quilômetros de largura abaixo de um espesso bloco de gelo polar na região de Planum Australe, no extremo sul do planeta. Qualquer explicação diversa de um corpo de água em estado líquido seria “indefensável”, segundo Roberto Orosei, do Instituto Nacional de Astrofísica de Bolonha. Por enquanto, sabe-se que a água no local é fria (-68ºC) e mantém-se líquida pela alta presença de sais. É um ambiente muito hostil à vida, mas não se descarta que haja microrganismos adaptados a tais condições.

 

Universo mais nítido

Conjunto de discos do MeerKAT: o melhor radiotelescópio da Terra (Foto: AFP Photo / Mujahid Safodien)

A África do Sul inaugurou em julho o maior radiotelescópio do planeta, o MeerKAT (também chamado de Karoo Array Telescope), pelo menos 50 vezes mais poderoso do que os outros telescópios terrestres. Localizado na desértica região de Karoo, cuja atmosfera límpida oferece condições privilegiadas para os astrônomos, o MeerKAT é composto por 64 receptores em forma de disco, cada qual com 13,5 metros de diâmetro, todos configurados para ser integrados ao futuro Square Kilometre Array (SKA), que sul-africanos e australianos pretendem construir até 2024. Os objetivos iniciais do novo radiotelescópio são o estudo de temas como magnetismo cósmico, evolução galáctica, a estrutura em grande escala do cosmos, matéria escura e a natureza de fontes de rádio temporárias.

 

Menos trabalho, salário igual

Neozelandeses aumentaram a produtividade com mais horas de lazer (Foto: iStock)

Entre março e abril, a empresa neozelandesa Perpetual Guardian, que lida com fundos fiduciários, testamentos e planejamento de patrimônio, fez um teste com seus 240 empregados: eles receberam por cinco dias de trabalho semanais trabalhando apenas quatro dias (expedientes de oito horas). Pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Auckland monitoraram o experimento antes, durante e depois da sua implantação. Divulgados em julho, os resultados são positivos: 78% dos empregados conseguiram equilibrar bem as demandas profissionais e da vida privada no formato adotado, 24% a mais em relação a um levantamento de novembro de 2017. Os cientistas notaram que a satisfação dos funcionários com a vida e o trabalho subiu em todos os níveis. No período da experiência, os empregados tiveram melhor desempenho no trabalho e disseram estar mais contentes com ele do que na etapa anterior.

 

Música vulcânica

Erupções poderiam ser previstas a partir das ondas infrassônicas emitidas pelos vulcões (Foto: iStock)

Cientistas descobriram uma nova forma de avaliar se os vulcões estão a ponto de entrar em erupção. A técnica deriva do monitoramento infrassônico, o qual detecta estrondos e explosões dentro dessas montanhas que são inaudíveis para os seres humanos. A atividade vulcânica pode deformar uma cratera, influenciando as ondas infrassônicas emitidas pelo vulcão, e com essa “música” a equipe do vulcanologista Jeffrey Johnson, da Boise State University (EUA), considera possível prever uma futura erupção. Os pesquisadores publicaram a esse respeito dois estudos recentes na revista “Geophysical Research Letters”. Especialistas consideram que o método também pode ser útil para rastrear a agitação interna que está impulsionando a erupção do vulcão Kilauea, no Havaí.

 

Desarmonia insalubre

Brigas entre o casal podem ter efeitos para a saúde tão nocivos quanto o tabagismo (Foto: iStock)

Um casamento com brigas frequentes pode ter um sério impacto negativo na saúde, afirmam psicólogos das universidades de Nevada e Michigan (EUA). Eles monitoraram 373 casais heterossexuais em seus 16 primeiros anos de casamento para avaliar se discordar sobre tópicos diversos, como crianças, dinheiro e lazer, afeta o bem-estar. Segundo os resultados preliminares, apresentados em julho na conferência da International Association for Relationship Research, os conflitos prejudicam a saúde de maridos e esposas, com impacto maior nos primeiros. O número de conflitos não faz diferença para as mulheres, mas afeta mais os homens conforme se avoluma. De qualquer modo, as brigas constantes podem ter um efeito tão danoso quanto os vícios do tabaco e do álcool, ressaltam os cientistas.

 

milhões de anos é a idade aproximada dos restos de uma espécie de dinossauro herbívoro encontrada no oeste da Argentina, segundo artigo publicado em julho na revista “Nature Ecology & Evolution”. Batizada de Ingenia prima, a espécie tinha um tamanho três vezes maior do que os mais robustos dinossauros do período Triássico (entre cerca de 250 e 200 milhões de anos atrás).

 

Patinetes elétricas: prós e contra

Patinetes elétricas em Santa Monica, Califórnia: mobilidade facilitada (Foto: AFP Photo / Robyn Beck)

Patinetes elétricas compartilhadas estão se tornando cada vez mais disseminadas nos Estados Unidos, graças ao seu apelo como veículo não poluente e à facilidade oferecida pelas empresas responsáveis pelo aluguel: para desbloqueá-las, basta acionar um aplicativo de smartphone. Startups de patinetes, como Bird e Lime, permitem que os usuários estacionem os aparelhos em qualquer lugar que não bloqueie as passarelas de pedestres. No entanto, moradores de algumas cidades, como Los Angeles, na Califórnia, reclamam que muitas vezes as patinetes lotam as calçadas e podem representar um perigo para os pedestres.

 

Calor x intelecto

Sala com ar-condicionado: melhor para os alunos (Foto: Divulgação)

O calor excessivo realmente prejudica o desempenho intelectual, confirma um estudo da Universidade Harvard (EUA) publicado em julho na revista “PLOS Medicine”. Os cientistas avaliaram como pessoas que viviam em dormitórios com ar-condicionado se saíam na resolução de problemas e em testes de memória quando comparados com moradores de quartos sem essa comodidade. Resultado: os últimos apresentaram resultados sistematicamente piores. Dados desse estudo e de outros experimentos sugerem que os humanos trabalham melhor em ambientes com uma temperatura adequada, e os pesquisadores sugerem que sistemas de ar condicionado sustentáveis sejam implantados sempre que for possível.

 

Raça da diversidade

Humanos primitivos: miscigenação gradual (Foto: iStock)

A evolução humana não se iniciou em um único ponto da África, mas em lugares diversos do continente, afirma um grupo internacional de cientistas em um estudo publicado em julho na revista “Trends in Ecology and Evolution”. Foi um processo “multiétnico e multicultural”, segundo os estudiosos. As populações primitivas africanas, espalhadas e separadas por desertos, florestas e rios, foram se miscigenando e, gradualmente, deram origem aos humanos modernos. Nossas características atuais – caixa craniana de forma globular, queixo e face pequena – só foram aparecer juntas entre 100 mil e 40 mil anos atrás, afirma Eleanor Scerri, da Universidade de Oxford (Inglaterra), que liderou o estudo. Segundo ela, nossos ancestrais provavelmente pareciam mais diferentes entre si do que duas populações humanas atuais.

 

Contradições da pobreza

O número de pessoas em estado de pobreza extrema continua a cair no mundo, mas alguns reveses importantes foram registrados em um recente relatório da Brookings Institution em associação com o World Poverty Clock, com dados de 2017. Segundo os autores, o crescimento da pobreza (sobretudo na África) está superando os esforços para sua erradicação. Os números revelam que a Nigéria – segunda maior economia da África e importante produtora de petróleo – superou a Índia como país com maior concentração de pessoas que vivem com menos de US$ 2 por dia: são 87 milhões, ante 73 milhões de indianos. A terceira colocada na lista, a República Democrática do Congo, caminha para arrebatar o segundo lugar em breve. Confira a seguir alguns dos principais números do relatório.

 

Emprego para eunucos

Depois de tomar conhecimento de um relatório relativo a mais de 100 centros de acolhimento que registrou cerca de 1.100 casos por ano de abusos sexuais de garotas e mulheres, o estado de Bihar, no leste da Índia, decidiu em julho contratar eunucos (homens cuja genitália foi removida) e pessoas transgênero para trabalhar como guardas de segurança nesses locais. Chamados no sul da Ásia de “hijras” (categoria que inclui pessoas cujo gênero sexual não se encaixa na condição binária), os eunucos são celebrados em textos clássicos do hinduísmo e tiveram papel importante nas cortes mongóis, como guardas de harém, mas foram declarados criminosos por uma lei dos dominadores ingleses de 1897. A ideia das autoridades de Bihar deverá não só reduzir os casos de abuso nas instituições como abrir um segmento importante de trabalho para essas pessoas, que têm dificuldade em achar emprego.

 

postos de recarga para veículos elétricos (três em cada sentido da estrada) foram inaugurados em julho na rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro. Com investimentos totais de R$ 1 milhão, a iniciativa, da montadora BMW e da empresa do setor elétrico EDP, com apoio da rede Ipiranga, criou o maior corredor elétrico da América Latina.

blog comments powered by Disqus