Volta ao Mundo

Fé à prova de fogo

Na Tailândia, durante o Kin Jay, o Festival Vegetariano de Phuket, os fiéis budistas se abstêm de comer carne, beber álcool e outros vícios como o fumo. Todos se vestem de branco e pequenos altares são montados em toda a parte para as ofertas de incenso, velas, flores e frutos. Nove taças de chá são ofertadas em cada altar para os nove imperadores míticos do budismo tailandês. Médiuns incorporam os nove imperadores, entrando em transe. Muitos perfuram a própria carne usando instrumentos contundentes. Outros, em transe, caminham sobre braseiros enormes. Tudo para cumprir o ritual de purificação e afastar os maus espíritos.

MONTE FUJI: TERAPIA CONTRA DEPRESSÃO

Segundo o fotógrafo japonês Rocky Tanaka, contemplar o Monte Fuji traz paz de espírito e é uma boa terapia, que pode até curar a depressão. Sua teoria surgiu a partir das reações de pessoas às fotos do pico mais alto do Japão feitas por Tanaka. Essas fotos são consideradas a versão moderna das “36 vistas do Monte Fuji”, de Hokusai, uma série de figuras desse cartão-postal japonês pintadas em blocos de madeira no século 19. E não é só Tanaka que vê propriedades terapêuticas na montanha: para Toshiaki Goto, chefe da Yachimata Child Clinic, ver o nascer do sol no Monte Fuji pode prover maior fluxo de adrenalina pela manhã, o que estimula alguns nervos a produzir hormônios para motivação.

Romantismo do BOTO

De acordo com especialistas brasileiros e britânicos, o boto da Amazônia corteja a fêmea com galhos, folhas e pedras de argila. O fato surpreendeu os cientistas, já que é a primeira vez que tal comportamento é visto em animais aquáticos. Os pesquisadores estudaram os botos por três anos na Reserva Mamirauá de Desenvolvimento Sustentável, na Amazônia, e observaram que só os machos apanham objetos e fazem malabarismos, como rodopiar e lançar os presentinhos para a superfície. Os animais realizam esse ritual mais freqüentemente na presença de fêmeas.

CASAMENTO E PRESSÃO SANGÜÍNEA

Pesquisadores da Universidade Brigham Young, de Utah, nos Estados Unidos, analisaram a pressão sangüínea de 204 casais e 99 solteiros medidas ao longo de 24 horas. Além disso, os casados também respondiam a perguntas sobre o andamento do matrimônio. A conclusão foi que a satisfação com o casamento e com o bom relacionamento com o parceiro fazem com que a pressão sangüínea permaneça normal. Mas os indivíduos que estavam insatisfeitos com a vida de casados apresentaram pressão mais alta que os solteiros. Durante o dia, a pressão dos casados e infelizes ficava cinco pontos acima da média.

QUEIJO DE IAQUE

Especialistas afirmam que o queijo feito a partir do leite de iaque (a vaca tibetana) contém alto nível de ácido linoléico, o qual pode ajudar na prevenção de câncer, doenças cardíacas e diabetes. O índice encontrado é quatro vezes maior do que o presente no queijo de vacas e cabras. O iaque é encontrado na Ásia central e foi recentemente introduzido na América.

GAROTO MAGNÉTICO

Joseph Falciatano, de 12 anos, de Richland, Estados Unidos, consegue travar computadores devido ao excesso de energia estática do seu corpo. A solução encontrada para que o garoto pudesse usar os equipamentos eletrônicos sem problemas foi colocar um forro embaixo do computador e uma pulseira antiestática no braço de Joseph. O menino também apresentava problemas ao jogar videogame. Agora, ele brinca normalmente utilizando controles remotos sem fio. De acordo com especialistas, uma série de fatores pode deixar o corpo eletrizado, como o tipo de roupa utilizada, calçados com solas isolantes, a maneira de andar – arrastando ou não os pés no tapete ou carpete – ou a permanência constante em salas com pouca umidade.

Chuva de ouro

Uma visita ao mercado de jóias de Dubai é de tirar o fôlego. Localizado no distrito de Deira, no emirado, esse mercado ofusca qualquer outro no mundo pela profusão de jóias de ouro oferecidas aos clientes.

A glicerina produzida na elaboração do biodiesel pode ser transformada em metano, abrindo uma nova frente para a geração de eletricidade

ENERGIA DA GLICERINA

Um grupo do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal de Pernambuco, coordenado por Maria de Los Angeles Palha, encontrou bactérias no esterco bovino que degradam a glicerina gerada na elaboração de biodiesel, transformando-a em metano – o qual, por sua vez, pode ser usado na produção de eletricidade. Por não ser “pura”, essa glicerina bruta não pode ser vendida a outras indústrias e, com isso, é jogada no ambiente. A cada litro de biodiesel despejam-se, aproximadamente, 300 mililitros de glicerina.

O estudo de polvos dos mares da Indonésia revelou animais que escolhem com cuidado sua parceira e eliminam rivais por estrangulamento

SEXO DOS POLVOS DESVENDADO

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, em Berkeley, fizeram um estudo a respeito do comportamento sexual da espécie de polvo Octopus abdpus aculeatus, da Indonésia. Eles constataram que os polvos machos são muito seletivos na hora de escolher sua parceira. A fêmea selecionada permanece em uma caverna guardada pelo macho. Se um rival aparece, ele o estrangula. Muitas vezes, o macho se disfarça de fêmea – nadando próximo ao chão e escondendo suas listras marrons – para se aproximar e escolher a parceira, de preferência de tamanho grande, pois botam mais ovos. Após atingir a maturidade sexual, os polvos podem copular muitas vezes ao dia. Depois do sexo, a fêmea deposita milhares de ovos na caverna e toma conta deles – os filhotes demoram cerca de um mês para nascer –, não saindo nem para se alimentar. Assim, depois de um tempo, ela morre de fraqueza. O macho também morre meses após o ato sexual. A vida de um polvo dura, em média, um ano apenas. Os cientistas acreditam que o comportamento do Octopus abdpus aculeatus é válido para as outras 300 espécies de polvo.

LAGO MARCIANO

Se Marte já teve algum local para nadar, esse lugar teria sido a cratera Holden. A imagem, feita pela sonda espacial Mars Reconnaissance Orbiter (MRO), da Nasa, mostra a camada de sedimentos, como os que ficam depositados no fundo de lagos. A MRO detectou argila e outros minerais que se formam somente na presença da água. Os pesquisadores afirmam que o lago existiu por tempo suficiente para ser habitável. O fato torna a cratera Holden uma forte candidata a sediar a base Mars Science Laboratory, que a Nasa planeja construir em 2010.

MAMÃE JÁ TEM 57

Em Londres (Inglaterra), Susan Tollefsen, 57 anos, deu à luz sua primeira filha no dia 25 de março, num parto cesariano. Antes, os médicos tinham diagnosticado sua gravidez como um tumor maligno de ovário. Susan caiu em prantos quando segurou Freya Lucia nos braços pela primeira vez. A garota nasceu lourinha e perfeita. Professora de crianças excepcionais, nove semanas antes ela fora internada para uma cirurgia de “tumor de ovário”. Em vez disso, recebeu os parabéns do cirurgião pela gravidez adiantada.

Doença misteriosa abala população de morcegos

Milhares de morcegos morreram misteriosamente no nordeste dos Estados Unidos. Segundo Al Hicks, especialista em mamíferos do Departamento de Conservação Ambiental Estadual, que estava perto de uma mina no Estado de Nova York, os animais saíram de seu hibernáculo numa manhã de inverno à razão de um indivíduo por minuto. Muitos deles caíam na neve e se debatiam tentando recuperar o equilíbrio. O curioso no ato é que morcegos não voam à luz do dia, muito menos durante o inverno, quando hibernam. Os animais analisados apresentavam manchas brancas no focinho e ao redor da boca, como se tivessem entrado num pote de açúcar. Ainda não se sabe a causa da morte dos animais, mas suspeita- se que seja a mesma que atingiu a população de abelhas em 2007: o “transtorno do colapso das colônias”, em que os insetos deixavam as colméias e morriam um tempo depois. Para os cientistas, tal comportamento pode ter origem na contaminação por pesticidas ou na mudança climática.

VERSÁTEIS E ECOLÓGICAS

Imagine uma sacola de visual superdescolado, com cores, padronagens e modelos bem atuais. Versátil, ela tanto vai à praia quanto desfila pela cidade, ajudando a compor um look casual e divertido. Mas seu maior atrativo é ser fashion enquanto ajuda a preservar o meio ambiente. Afinal, deixando de usar as sacolas plásticas fornecidas nos supermercados, você ajuda a reduzir a produção de lixo – um saco plástico leva séculos para se degradar. Produzidas com materiais naturais bem resistentes, as novas versões acabam de ser lançadas pela grife Sacolas do Brasil. Ao todo são quase 50 modelos, que surgem em tecidos como juta, algodão cru, fibra e ráfia. Criativas, funcionais e de fácil higienização, as sacolas podem ser personalizadas, de acordo com suas preferências e necessidades. A grife também aceita pedidos promocionais e está equipada para atender à demanda de grandes redes de magazines e supermercados. Informações e pedidos pelo e-mail sacolasdobrasil@sacolasdobrasil.com.br.

China proíbe cuspir nas ruas

Com a aproximação da Olimpíada, que ocorre em agosto, o governo chinês resolveu eliminar um hábito um tanto quanto peculiar e malvisto pelos ocidentais: cuspir nas ruas. Sem cerimônia nenhuma, tanto homens quanto mulheres expelem catarro de suas gargantas em público. Isso porque, segundo a crença do país, devemos eliminar tudo que há de ruim dentro do nosso corpo; se alguém engole o muco, é sinal de que estaria alimentando vermes na barriga. O governo de Pequim procura erradicar o cuspe em público desde 2003, quando ocorreu no país uma epidemia de síndrome respiratória aguda (Sars). No momento, o governo quer multar quem cuspir nas ruas num valor próximo de R$ 10. Quem sentir vontade de cuspir deve ir ao banheiro ou levar consigo um saquinho plástico.

DIA DE LAVAR OS TÚMULOS

Em Wuhan, na província chinesa de Hubei, pessoas queimam cédulas de dinheiro em homenagem a seus antepassados mortos. Aconteceu durante o Festival de Qingming, também chamado de “Dia da Purificação dos Túmulos”, em 4 de abril, quando as pessoas demonstram respeito e saudades dos seus mortos limpando e lavando os seus túmulos e oferecendo- lhes comida. Com a abertura política na China, diversos cultos tradicionais estão ressurgindo no país.

COMPARTILHAR