Volta ao mundo

Paris em alerta

A poluição atmosférica tem maltratado os habitantes de Paris e de parte do norte da França. Só neste ano, o nível de alerta – quando a concentração de material particulado com diâmetro inferior a 10 mícrons (PM10) supera 80 microgramas por metro cúbico (mcg/m3) – foi atingido três vezes: em 1º de janeiro, em 12 de fevereiro e em 18 de março. O smog (mistura de nevoeiro com fumaça produzida pela poluição) parisiense levou a Airparif, órgão que monitora a qualidade do ar na Grande Paris, a baixar medidas de emergência em 23 de março, como a proibição de circulação de veículos com placas de final par e a gratuidade no transporte público. Cinco dias antes, a entidade já reduzira a velocidade máxima nas estradas e vias expressas da região para 20 km/h. As restrições foram levantadas no dia 24, com a previsão de chuvas na área afetada, mas a frequência do problema começa a preocupar: as mesmas medidas já haviam sido tomadas em 17 de março de 2014.

 

Mente mais forte com espinafre

A dieta de espinafre de Popeye ganhou uma importância maior a partir de uma pesquisa da Universidade Rush, de Chicago (EUA). Além de aumentar o volume e a força dos músculos, o vegetal de folhas verdes também proporciona a quem o consome uma ou duas vezes por dia uma perda cognitiva muito menor do que a notada em pessoas que não o comem. Isso acontece sem interferência de fatores como educação, atividade física ou histórico médico familiar. As descobertas foram apresentadas na Conferência de Biologia Experimental realizada em março em Boston. Os pesquisadores avaliaram 950 pessoas com idade média de 81 anos e verificaram que os que ingeriram espinafre uma ou duas vezes por dia interromperam seu declínio mental por 11 anos.

 

Lâmpada de grafeno

Uma lâmpada com grafeno deverá chegar ao mercado até o fim deste ano. Desenvolvida pela Graphene Lighting, empresa ligada à Universidade de Manchester, onde esse tipo de carbono foi isolado pela primeira vez (veja sobre ele artigo em PLANETA 508), a nova lâmpada terá seu filamento envolvido no superforte e ultrafino grafeno. Graças à sua supercondutividade, o produto deverá economizar 10% de energia e durar anos, embora seu preço seja igual ao das lâmpadas de LED (ou até um pouco menor).

 

Refúgio nazista na selva

A lenda de um esconderijo dos nazistas no norte da Argentina pode ter sido confirmada por pesquisadores da Universidade de Buenos Aires (UBA) em março. Eles localizaram nas matas do parque Teyú Cuaré, na província de Misiones, próximo da fronteira com o Paraguai, três prédios de pedra, com paredes de até três metros de espessura. Pensava-se que as construções fossem restos de uma antiga missão jesuíta reformada para receber o secretário pessoal de Adolf Hitler, Martin Bormann. Os estudiosos argentinos acreditam, no entanto, que os prédios foram erguidos nos anos 1940, a mando do governo nazista, para abrigar a cúpula alemã no caso de derrota na Segunda Guerra Mundial, e nunca foram ocupados. Pratos de porcelana alemães e vasilhames dos anos 1940 são indícios da época da obra, assim como moedas do Terceiro Reich encontradas sob o cimento do piso da construção.


Paredes de um dos prédios de Misiones: edifícios nunca habitados

 

Pinturas de Altamira ameaçadas

Reaberta à visitação há cerca de um ano, a caverna de Altamira, na Espanha, está sofrendo de novo com os turistas, afirmam especialistas da Universidade Complutense, de Madri. Dezessete acadêmicos e 70 pesquisadores da instituição assinaram em março uma carta aberta à Unesco na qual alegam que o acesso público à caverna “põe em risco um legado frágil de grande importância para a nossa compreensão da sociedade paleolítica”. Para eles, o estudo de 2011 segundo o qual o acesso controlado não danificaria a caverna – razão usada pelo governo espanhol para reabri-la – representará danos permanentes às pinturas de cerca de 36 mil anos que adornam o local. Hoje, pequenos grupos podem visitar a caverna por pouco mais de meia hora por vez.


A arte de Altamira poderá sofrer danos perenes se o turismo ao local continuar

 

Pobreza maior, cérebro menor

Um estudo da Universidade Columbia (EUA) feito a partir da análise de imagens de cérebros de mais de mil crianças e adultos jovens revelou que certas regiões cerebrais tendem a ser menores naqueles que vêm de famílias pobres em relação àqueles oriundos de lares com renda mais alta. Os efeitos mais acentuados entre as famílias mais humildes da pesquisa mostram que até mesmo pequenas alterações nos ganhos têm um impacto considerável. As regiões cerebrais com mudanças estão ligadas ao desenvolvimento da linguagem, da memória e da capacidade de argumentação, características fundamentais para o progresso escolar. O estudo mostra que a área da superfície do córtex cerebral das pessoas estudadas de famílias com renda superior a US$ 150 mil dólares por ano é em geral 6% maior do que as colegas provenientes de famílias com renda igual ou menor do que US$ 25 mil por ano.

 

Dieta humana para formigas

As formigas das calçadas de Nova York e de outras metrópoles têm uma dieta mais parecida à dos humanos do que se poderia imaginar, revelou um estudo da Universidade Estadual da Carolina do Norte publicado em abril na revista Proceedings of the Royal Society B. Os pesquisadores verificaram, em mais de 20 espécies de formigas coletadas em calçadas, canteiros e parques de Manhattan, a presença de um isótopo específico de carbono. Associado ao milho e à cana, ele está presente na maior parte do que os humanos consomem, de carne bovina a fast food. As formigas com os níveis mais altos desse isótopo foram as da espécie Tetramorium, majoritária em calçadas e canteiros. As oriundas de parques exibiram os níveis mais baixos. Segundo os cientistas, ingerir alimentos humanos permite às formigas das calçadas prosperar em áreas nas quais sua dieta natural de insetos mortos e restos de vegetais pode não ser a dominante.

 

Treinamento no asteroide

A Nasa planeja lançar em dezembro de 2020 um tipo diferente de missão. Orçada em US$ 1,25 bilhão, a ARM (sigla em inglês para Missão de Redirecionamento de Asteroide) envolve uma nave não tripulada movida a energia solar, que passaria um ano orbitando um asteroide e, com braços robóticos, apanharia na superfície uma rocha com quatro metros de comprimento, que seria rebocada até um ponto na órbita da Lua. Em 2025, dois astronautas voariam até a rocha menor para estudá-la, podendo tirar pedaços dela e trazê-los para a Terra. Segundo Robert Lightfoot, administrador associado da Nasa, a missão “demonstrará as capacidades de que precisaremos para posteriores missões humanas além da órbita terrestre e, no fim, para Marte”. O alvo priritário é o asteroide 2008 EV5, com 400 metros de comprimento.

 

Ascensão islâmica

Na metade do século, o número de muçulmanos no mundo estará bem mais próximo do de cristãos do que hoje, e em 2070 o islamismo deverá ser a religião dominante no mundo, informa um estudo do Pew Research Center divulgado em abril. A mudança é atribuída basicamente ao índice de fertilidade mais alto nas comunidades muçulmanas – atualmente, ele é de 3,1, ante 2,7 dos cristãos (a média mundial é 2,5) – e à juventude de seus adeptos. Em 2070, o cristianismo já não será majoritário em países como França, Reino Unido e Austrália. A mudança global se desenha há algum tempo: em 2010, a população mundial tinha 31,4% de cristãos e 23,2% de muçulmanos; já em 2050, o índice destes últimos subirá para 29,7%, enquanto o de cristãos se manterá. A África Subsaariana deverá ser o principal motor de crescimento das populações de cristãos e muçulmanos nas próximas décadas. O Pew Research Center ressalva que essas projeções se baseiam em números que podem sofrer mudanças a partir de eventos como guerras, catástrofes naturais ou alterações nas condições econômicas. Confira outros números da pesquisa.

 

Parceria espacial renovada?

As relações entre os Estados Unidos e a Rússia estão em baixa, mas aparentemente o mau humor reinante não está afetando a pesquisa do espaço. Após um encontro entre o chefe da Agência Espacial Federal Russa, Igor Komarov, e o administrador da Nasa, Charles Boden, em 26 de março, o portal noticioso Vesti.ru, do governo russo, divulgou que Komarov acenou com a construção conjunta de uma nova estação espacial: “Será um projeto aberto, que envolverá não apenas os membros atuais da Estação Espacial Internacional”. Boden, segundo o site, afirmou apenas que a atual estação será desativada um dia e que tem havido longas discussões sobre o que virá a seguir.

 


cresceu a população de pandas gigantes desde 2003, graças a políticas de preservação, afirma pesquisa da agência estatal Administração de Florestas da China. Havia 1.864 animais, 268 a mais do que no estudo anterior. A área habitada pelos pandas aumentou 11,8%, atingindo 2,58 milhões de hectares.

 


mil exemplares em seis meses foi a vendagem do livro Sete Breves Lições de Física, do físico Carlo Rovelli, na Itália. Maior best seller recente do país, a obra aborda, de forma simples e com “muita poesia”, segundo o autor, conceitos e teorias científicas propostos no século 20 e o que ainda falta descobrir.

 

Adeus às armas de fragmentação

O Japão anunciou em fevereiro que destruiu todo o seu estoque de armas de fragmentação, juntando-se a países como Reino Unido, Dinamarca, Chile, Holanda, Bélgica e Equador. Como um dos 30 Estado Parte da Convenção sobre Munições de Dispersão, assinado em 2008 por 108 países, o Japão teria até agosto de 2018 para acabar de destruir todo seu estoque. A tarefa foi completada bem antes do prazo. Todos os Estados Partes da Convenção que estão atualmente no processo de destruição dos estoques indicaram que irão cumprir o prazo obrigatório. Mais de 80% dos estoques desses países já foram destruídos.

 

Impacto extremo

Um meteorito que caiu em uma área desértica do centro da Austrália há pelo menos 300 milhões de anos é o que causou maior impacto na superfície terrestre, afirmam cientistas daquele país. O estrago feito pelo corpo – que se dividiu em duas partes de 10 quilômetros de largura antes de chegar ao solo – foi mais de quatro vezes maior do que o registrado na Península do Yucatán há 65 milhões de anos, época da extinção dos dinossauros. Os primeiros indícios do meteorito australiano foram achados em 2013, quando uma perfuração revelou traços de rochas que viraram vidro devido a um choque violentíssimo. O raio da zona de impacto foi estimado inicialmente em 200 km, mas pesquisas publicadas em março na revista Tectonophysics dobraram esse número.

 

Pesadelo californiano

Quem reclama da falta de água em São Paulo pode ter um consolo: na Califórnia a situação é muito pior. No início de abril, o governador Jerry Brown expediu um decreto que determina ao Conselho Estadual de Controle de Recursos Hídricos a inédita redução de 25% no consumo de água em toda a Califórnia até o fim do ano, o que equivale à economia de 1,85 bilhão de metros cúbicos (quase 150% do volume total do Sistema Cantareira, em São Paulo). Para ilustrar a gravidade do momento, Brown anunciou a medida numa estação de esqui na Sierra Nevada, no leste do Estado, cujo solo quase não tinha neve. “Hoje estamos pisando sobre grama seca, onde deveria haver cinco pés (1,5 metro) de neve. Esta seca histórica demanda uma ação sem precedentes”, afirmou o governador na ocasião. Outras medidas anunciadas foram a substituição de 4,6 milhões de metros quadrados de gramados por piso tolerante à seca e a criação de um programa de descontos para quem trocar aparelhos por similares “mais eficientes” no consumo de água. Veja a seguir alguns números do drama californiano que levou ao inédito racionamento.

 

Energia solar em lagos

O Ministério de Minas e Energia do Brasil vai aproveitar os lagos de hidrelétricas para gerar energia solar. A estratégia é colocar painéis fotovoltaicos sobre boias e espalhá-las em milhares de metros quadrados da superfície desses lagos. Como os painéis serão ligados diretamente às subestações de energia das usinas, o processo fica simplificado e os custos caem. Segundo técnicos do ministério, a energia produzida por esses flutuadores pode representar um aumento de até 15 mil megawatts de potência, mais do que a produção da usina de Itaipu. Dois reservatórios, ambos controlados por empresas estatais – Sobradinho, na Bahia (o maior do Brasil em área alagada), e Balbina, no Amazonas – serão os primeiros a produzir energia dessa forma, ainda no segundo semestre deste ano.


Lagos como o de Itaipu podem servir para gerar outro tipo de energia

 


graus centígrados foi a temperatura registrada em 23 de março na base argentina de Esperanza, na Antártida. É a marca mais elevada já observada no continente. A temperatura média antártica tem aumentado regularmente com o aquecimento global, e na última metade do século subiu 2,8°C, segundo o British Antarctic Survey, órgão do governo britânico.

 


milhões de dólares poderiam ser obtidos com a extração de fragmentos de ouro, prata e platina presentes em dejetos de um milhão de norte-americanos, afirmam cientistas num estudo publicado em março na revista Environmental Science and Technology. Os pesquisadores esperam que a descoberta ajude a limitar o impacto ambiental dos resíduos humanos.

 

Água quente sob o gelo

A pequena (cerca de 500 quilômetros de diâmetro) lua Encélado, de Saturno, tem sob a sua superfície gelada um oceano quente, afirmam cientistas internacionais baseados em observações da sonda Cassini. O aparelho já havia mapeado um oceano salgado de 9,5 km de profundidade sob o polo sul de Encélado, mas os dados mais recentes colhidos pela Cassini revelaram que, pelo menos em alguns lugares, a água é quente. Nos pontos estudados, a água atinge temperaturas de no mínimo 90°C.A descoberta torna a lua saturnina o único local ativo do espaço, em termos hidrotermais, além da Terra, e um alvo certo para pesquisas sobre vida extraterrestre.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago


COMPARTILHAR